Astrologia

Descubra tudo sobre os efeitos da Lua

Escrito por Andreia

O que é preciso saber sobre a Lua

A Lua, espelho das emoções. A Lua nos fala sobre a noite, sobre o passado, sobre o nascimento e sobre a morte! Percorrendo o círculo astrológico em 28 dias, ela influencia em pouco menos de um mês as doze casas que compõem nosso mapa, transita sucessivamente pelos 9 planetas e pelos grandes eixos que se cruzam e se entrelaçam para moldar o destino que cada alma escolheu encarnar para aprender e crescer! O planeta mais rápido do zodíaco, a Lua, modelará nosso cotidiano e, especialmente, nosso humor. O astro que dá ritmo às marés e cadência aos grandes ciclos da natureza parece mesmo refletir as flutuações emocionais de nossa psique e revelar (sem explicar) nossa agitação interior, que a linguagem popular ilustra usando expressões consagradas como aluado, lunático, de lua…

Tantos adjetivos que expressam a natureza mutável, inconstante e muito fantasiosa da Lua! Nova, cheia, crescente, minguante... Ela não para de mudar seu visual, sua aparência, ela se esconde e reaparece, esclarece ou dissimula! Ela tende a evoluir em função do momento e das circunstâncias e pode, dependendo da natureza dos elementos que cruza em sua corrida louca para nos mover, nos perturbar e nos irritar, ilustrando perfeitamente a constante volátil de nossa natureza humana, profundamente entregue a suas emoções.

Se o Sol ilumina nosso percurso e nos informa sobre o lugar que desejamos ocupar no mundo terrestre e também no plano espiritual, a Lua nos leva pelos mais complexos caminhos da intuição, da impulsividade e de nossas compulsões, muitas vezes ditadas ou, pelo menos, condicionadas pela herança materna (por vezes pré-natal) ou ancestral! A Lua nos fala sobre o passado, sobre o lar, sobre nossa parte feminina (tanto na mulher como no homem),sobre nossa relação com a maternidade e sobre nossa relação fundamental com a mãe!

A Lua em nosso mapa

A Lua representa em primeira instância a nossa origem, de onde viemos. Assim, podemos analisar através do lugar que ela ocupa em nosso mapa astral e das ligações que ela tem com os outros planetas a qualidade de nosso relacionamento com nossa mãe, aquilo que ela nos transmite dela mesma e de sua descendência, mas também como nós viveremos e interpretaremos o nosso papel de mãe (evidentemente, à luz ou à sombra dessa bagagem inicial).



Em relação aos homens, ela definirá o tipo de mulher (mais a esposa do que a amante) que eles procurarão, para o melhor ou para o pior, antes que eles descubram eventualmente através de uma autoanálise, o que é a razão de sua atração muitas vezes compulsiva, e antes que possam elaborar escolhas afetivas mais conscientes, ditadas mais pelo amor do que pela necessidade de encontrar suas fontes!

A Lua, símbolo da feminilidade, da fertilidade e de nosso mundo emocional, também indica nossa capacidade (ou não) de movimentação, de mudança, de viagens reais ou simbólicas e incita, dependendo das disposições do mapa, a desenvolver mais ou menos a nossa imaginação e a alimentar nossas fantasias! É à noite que nós contemplamos mais plenamente a Lua e é em nosso sono que, libertados temporariamente dos filtros racionais e mentais, nos deixamos levar sem reservas pelos nossos sonhos e pela exploração mais extrema de nossos mistérios... Assim, a Lua nos fala sobre nós mesmos, mas também sobre aquilo que nos liga à multidão, sobre o inconsciente coletivo que determina nossos comportamentos mais sábios, assim como os mais insanos!

A Lua, em sua função umbilical e maternal, não nos separa e não nos dissocia, ela nos convida a nos unir à placenta e à massa! O público, o povo (e, por extensão, a democracia),o mar (a mãe),a família em geral, a popularidade e a vida pública são setores gerenciados pela natureza ondulante, versátil, flutuante, inclusiva e às vezes delirante de nosso componente lunar... Se o Sol individualiza, separa e procura emitir; a Lua aspira a absorver, afogar, inspirar e levar à fusão e, às vezes, até mesmo à confusão.

Maleável e, portanto, fundamentalmente influenciável, o astro se alimenta sucessivamente das correntes que o atravessam e nos abandona incessantemente a nossos estados de ânimo muito alegremente (e às vezes dolorosamente). Ele deve se submeter a radiações contrastadas e, muitas vezes, contraditórias de nossas redes astrais pessoais que, à priori, nos convidam com mais frequência a colocar os pés no chão do que a alcançar a Lua!
Irresistivelmente atraída pelo campo magnético da Terra, a Lua representa tudo aquilo que prende o ser a sua condição humana, seja pela manifestação muitas vezes intempestiva de suas emoções, por uma fidelidade muitas vezes cega (alimentada pela culpa subjacente) para com a família e, enfim, por um vício quase irresistível em dinheiro, matéria prima de alguns de seus sonhos e de muitos pesadelos!

A Lua em seu horóscopo destaca sua necessidade de segurança, especialmente no plano emocional, o tipo de ambiente onde você se desenvolve melhor e ela valoriza o setor do zodíaco no qual você pode usar sua criatividade.

Parabéns

Seu cadastro foi efetuado, obrigado pela confiança. Em breve, você receberá seu horóscopo diário direto na sua caixa de entrada.

Fechar

Erro...

Este email é inválido ou já está cadastrado em nosso sistema.

Fechar

Coordenadas geográficas: entenda

Marte: saiba tudo sobre este planeta

Saiba tudo sobre o planeta Mercúrio

Saiba tudo sobre o planeta Plutão