Astrologia

Compreender a pandemia via astrologia

Escrito por Andreia

É essencial lembrar de antemão que o astrólogo não faz "predições", mas previsões. As predições assumem um conhecimento quase mágico, como se os astrólogos lessem uma bola de cristal. O astrólogo observa trânsitos planetários e baseia-se na experiência (própria e na de seus antecessores) e no simbolismo para prever (e não predizer) climas, atmosferas, contextos em que cada ser humano conserva seu livre arbítrio, sua liberdade de consciência e ação. Dito isto, é verdade que o céu de 2020 é particularmente atormentado por trânsitos poderosos, negativos, raros e longos.

Júpiter, Saturno e Plutão estão em conjunção no final de Capricórnio.

Conjunção Júpiter – Saturno

Júpiter é o símbolo da expansão, Saturno, da restrição. Essas duas influências poderosas e contraditórias induzem tensões, um clima de rebelião. A necessidade de expansão esbarra em estruturas, limites, restrições e insatisfação. Esse aspecto reforça consideravelmente todas as ambições, mas também as combina com o realismo e o bom senso.

Conjunção Júpiter – Plutão

Júpiter e Plutão estão unidos, é a expansão do inconsciente. Esse trânsito implica mudanças profundas, a sociedade está balançando, as estruturas estão desmoronando, o mundo está mudando e o cenário econômico global está completamente desestabilizado. Crises violentas são prováveis porque hábitos arraigados devem ser abolidos e aqueles que se recusam a se adaptar serão, de uma maneira ou de outra, marginalizados. Sacrifícios devem ser feitos, renúncias são essenciais, a destruição deve ser aceita e reconstruída com base em decisões saudáveis de longo prazo.

Conjunção Saturno – Plutão

Saturno está em conjunção com Plutão, é um período complexo, pontuado por conflitos filosóficos, ambientais, espirituais e religiosos. As opiniões são confrontadas em polêmicas longas e exaustivas, eventos caóticos, mudanças profundas e inesperadas. Esse trânsito exige que a consciência coletiva se manifeste e aja para transformar o futuro. Temos que questionar o sistema, as tendências filosóficas, todos precisam dar um passo para trás e traçar uma linha sobre o que não é essencial.

A ação combinada dessas três conjunções implica uma destruição radical e dolorosa de nossas estruturas, a fim de abrir espaço para um novo paradigma: outra concepção do mundo em que vivemos.

Esses três planetas lentos estão prestes a entrar em retrogradação: Júpiter, Saturno e Plutão logo retrocederão alguns graus um do outro no final do signo de Capricórnio.

Na astrologia, diz-se que um planeta está retrógrado quando muda a direção de sua trajetória e recua. A redução de marcha é uma ilusão de ótica (devido à diferença entre a velocidade de movimento de um planeta e a da Terra). Mas o resultado, mesmo subjetivo, é que este planeta é visível por muito mais tempo no mesmo local e, simbolicamente, esse fenômeno é significativo.

Todos os planetas entram em retrogradação em determinados momentos, exceto o Sol e a Lua, chamados luminares. Durante uma retrogradação, as funções do planeta em questão são mais lentas, bloqueadas ou revertidas.

Júpiter retrógrado

A partir de maio de 2020, Júpiter entra em retrogradação em Capricórnio e diminui sensivelmente o desenvolvimento e o progresso. Os ideais ficam presos esperando uma revisão e um reajuste da moral, da lei e das regras. Está na hora de todos desistirem do que é tóxico e se voltarem para o que é benéfico. A retrogradação de Júpiter é mais espiritual do que material: sob essa influência, é necessário lançar projetos humanistas em vez de materiais.

Júpiter para sua retrogradação em 15 de setembro. A gravidade se dissipa, um novo equilíbrio é estabelecido entre sabedoria e prazer, em um espírito construtivo.

Saturno retrógrado

Saturno entra em retrogradação a partir de maio de 2020 em seu domicílio de Capricórnio e força a rever as estruturas. Este "quadro de congelamento" induz atrasos, obstáculos, os problemas encontrados são devidos a negligências passadas que devem ser tratadas agora. Os resultados não serão instantâneos: tudo está ocioso, mas esse esforço é essencial e, de qualquer forma, imposto. A retrogradação de Saturno questiona os méritos e a eficácia das estruturas em que vivemos e as implicações de cada uma na sociedade. É um trânsito favorável para fazer um inventário, a fim de construir bases sociais mais saudáveis e sólidas.

Saturno para sua retrogradação em 30 de setembro, as ansiedades diminuem, o otimismo renasce e podemos começar a tirar conclusões.

Plutão retrógrado

No final de abril, Plutão entra em retrogradação em Capricórnio, ele provoca um recuo, encoraja a procurar energias ocultas e escondidas a fim de poder retomar o desenvolvimento ideal. O desconforto e a ansiedade sentidos estão ligados ao surgimento de elementos previamente desconhecidos que devem ser integrados. A transformação passa pela desintegração. Esse trânsito filtra os encontros, as uniões, os relacionamentos, todas essas relações devem ser purificadas.

Plutão para sua retrogradação no início de outubro, a naturalidade renascerá, e a resiliência e a capacidade de se adaptar a situações difíceis apoiarão todas as iniciativas corretas.

É, portanto, um momento crucial na história da Terra e da humanidade. Todos devem encontrar seu lugar certo em um mundo em mudança, é um período doloroso, desconfortável, assustador e exigente. Mas não temos escolha e devemos fazer um balanço individual, impor a nós mesmos um exame de consciência, redescobrir um espírito coletivo intimamente ligado à nossa natureza humana na esperança de finalmente avançar para um mundo mais justo e mais gratificante.

Fique em casa, cuide de si e da sua família. Boa sorte a todos!

Parabéns

Seu cadastro foi efetuado, obrigado pela confiança. Em breve, você receberá seu horóscopo diário direto na sua caixa de entrada.

Fechar

Erro...

Este email é inválido ou já está cadastrado em nosso sistema.

Fechar

Fique em forma e com beleza o verão inteiro!

Você é capaz de dividir apartamento?

Férias: Saiba com quem terá de lidar!

12 conselhos para passar o outono